terça-feira, 3 de novembro de 2009

Principais conquistas das mulheres


Década de 10: Em 1910, a Prof.ª Deolinda Daltro funda o Partido Republicano Feminino, e em 17 lidera uma passeata exigindo o direito devoto das mulheres.Bertha Maria Júlia, conhecida como a maior líder na luta pelos direitos políticos das mulheres brasileiras


Década de 20: Em 1928 O Governador do RN, Juvenal Lamartine, alterou a legislação eleitoral para conferir o direito de voto às mulheres no seu Estado. Elas foram às ruas, mas seus votos foram anulados, no entanto, foi eleita uma prefeita, a primeira da História do Brasil: ALZIRA SORIANO DESOUZA, no município de Lages, Rio Grande do Norte. ALZIRA SORIANO DE SOUZA, primeira prefeita da história. Em 1927, o juiz interino, Israel Ferreira Nunes, manda incluir nalistados eleitores a professora Celina Guimarães Vianna, que se torna a primeira eleitora, não só do Brasil, mas da América do Sul.Celina Guimarães Vianna, primeira eleitora do Brasil.


Década de 30: Em 1932 foi instituído o voto feminino,conquistando, após anos de luta, o direito de votar e serem eleitas em cargos executivos e legislativos. No período da Revolução Constitucionalista, Carlota Pereira de Queirós organizou uma passeata à frente de 700 mulheres em São Paulo, sendo em 1933 aúnica mulher eleita deputada à Assembléia Nacional Constituinte.Carlota Pereira de Queirós durante almoço com deputados constituintes de 1934. Rio de Janeiro (RJ)Maria do Céu Fernandes, foi à primeira mulher a ocupar o cargo dedeputada na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Norte. Teve seu mandato cassado em 1937, por discordância das idéias getulistas.Maria do Céu Fernandes, primeira Deputada Estadual eleita pelo voto popular.


Década de 60: Carlota Pereira de Queirós apoiou o golpe militar que derrubou o presidente João Goulart, em 1964. Carlota Pereira de Queirós.


Década de 70: Aparece o Movimento Feminino pela Anistia - MFA, presidido por TerezinhaZerbini, unido à luta pela redemocratização do país. Em 1975 no RJ, foi criado o Centro da Mulher Brasileira - CMB, primeira organização do novo feminismo. Em SP, outro grupo de mulheres monta o Centro de Desenvolvimento da Mulher Brasileira - CDMB.Década de 80: É aprovado o Projeto de Lei nº 7353, que criou o ConselhoNacional dos Direitos da Mulher. Em 1985 Surge em SP a primeiraDelegacia de Atendimento Especializado à Mulher. Em 88 o Brasil ratificou importantes tratados internacionais de direitos humanos e elaborou leis que ampliaram e consolidaram os direitos das mulheres. Ester de Figueiredo Ferraz que havia ocupado uma cadeira da Ordem dos Advogados do Brasil em 1949, torna-se a primeira e única mulher a ocupar o Ministério da Educação em 1982.Ester Figueiredo Ferraz.


Década de 90: Em 1990 O Fórum Nacional de Presidente de Conselhos da Condição e Direitos da Mulher conseguiu avanços acompanhando as ações do Congresso Nacional, estando articulado com os movimentos de mulheres para encaminhamento de projetos de lei. Junto aos Ministérios, encaminhou propostas de políticas públicas. Em 92 realizada no RJ a ECO 92 -Conferência da ONU sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento Sustentável, que teve participação ativa das mulheres, através do Planeta Fêmea, a Agenda 21 e no Tratado da Convenção. Em 96 visando as eleições para prefeitos e vereadores, as mulheres se organizam e, através do movimento Mulher Sem Medo do Poder, aumentam o número de vereadoras e prefeitas em todo o País.


Na primeira Década do Século XXI é decretada pelo Congresso Nacional e sancionada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva a lei número 11.340 Conhecida como Lei Maria da Penha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário